fbpx

Material impresso é opção para quem não tem acesso à internet

Share this post

Sabemos que o mundo mudou muito nos últimos anos, e toda essa revolução tecnológica trouxe a oportunidade para muitas pessoas terem o seu primeiro acesso a aparelhos eletrônicos, que hoje fazem parte do cotidiano de muitos, seja jovens, adolescentes e até mesmo crianças.

Como já era de se esperar, com essa troca de informações massiva e o fácil acesso a tudo e a todos, fez com que algumas atividades analógicas comuns acabassem se tornando mais apagadas e esquecidas.

Porém, para nossa alegria e de muitos outros que assim como nós amam uma boa leitura, ser esquecido não foi o caso dos nossos queridos livros impressos. Que além de trazerem uma vasta lista de benefícios para a saúde, é em grande parte a opção número um de muitos jovens e adultos que precisam de algum material de apoio em seus estudos.

Com base em dados do IBGE divulgados no final de 2020, o Brasil possui cerca de 14,9 milhões de lares sem acesso à internet, sendo quase 46 milhões de pessoas desconectadas, um quarto da população com mais de 10 anos de idade.

Essa desigualdade tecnológica mostra que 7,5% não têm sinal disponível, 25,4% não podem pagar pelo serviço e 24,3% não sabem usar a rede mundial de computadores. Para estas pessoas o livro é a única opção de estudo e consulta, o que de forma alguma prejudica o seu desenvolvimento intelectual ou acesso a informações essenciais de apoio em sala de aula.

O livro sempre foi e sempre será uma opção completa, e por mais que ter a tecnologia à disposição seja muito importante, o acesso aos livros é enriquecedor e independe da localização, do lugar, do tempo, da idade, da série ou matéria. Estudar com ele é ter garantia de aprendizado, sem depender de conexões instáveis ou aparelhos caros.

LEAVE A COMMENT

Your email address will not be published. Required fields are marked *