fbpx

Amnésia Digital

Amnésia Digital - A Influência da tecnologia na Memória

Share this post

A Influência da tecnologia na Memória

É inegável que a tecnologia chegou para facilitar a nossa vida. Podemos observar o impacto tecnológico desde pequenas atividades (como ver a previsão do tempo ou buscar uma receita online) até coisas essenciais (como acesso aos nossos dados bancários ou investimentos). Tudo isso se tornou uma mera banalidade no nosso dia-a-dia. Mas será que o uso dessas tecnologias afeta a nossa memória?

 Segundo uma pesquisa recente conduzida pela Kaspersky Lab (empresa de cibersegurança), o uso cada vez maior de tecnologias digitais está reduzindo ativamente a nossa capacidade de memorização. E a causa disso é que as pessoas estão cada vez mais dependentes de equipamentos eletrônicos para armazenar informações. 

Qual foi a última vez que você precisou lembrar do número de telefone de um amigo? Ou a data de aniversário de um familiar? Essas e outras coisas relativamente simples têm se tornado cada vez mais problemáticas em nosso cotidiano. A tecnologia deve ser utilizada como um complemento, não como um substituto da memória.

Em análises atuais, pesquisadores concluíram que estamos em constante busca por informação em aparelhos eletrônicos e por isso o cérebro “não se preocupa” em guardar dados. Isso faz com que não sejamos capazes de construir uma memória a longo prazo. Essa experiência é definida pelos especialistas como “amnésia digital”.

Ainda na pesquisa da Kaspersky Lab – que contou com a participação de 6 mil adultos distribuídos por oito países da Europa –, mais de um terço dos entrevistados preferem pesquisar a informação em dispositivos eletrônicos em vez de consultar a memória. Além disso, o estudo revelou que as pessoas conseguiam lembrar-se dos números de telefone da sua infância, mas recordar os atuais era um processo mais difícil.

Porém nem tudo está perdido! Confira abaixo uma lista de atividades que podem ajudar a recuperar o seu potencial de memorização:

  1. Exercitar a leitura
  2. Aprender um novo idioma
  3. Escrever um artigo
  4. Redigir textos
  5. Estudar materiais diversos 

O importante é manter nossos neurônios ativos, com atividades que apresentem desafios e exijam um pouco mais de nós do que simplesmente “jogar no Google”. 

 

LEAVE A COMMENT

Your email address will not be published. Required fields are marked *